Projecto MEDINS (2006-2008)

O projecto “Identity is future: The Mediterranean Intangible Space”, com o acrónimo MEDINS, foi desenvolvido pela Universidade de Évora (e restantes parceiros) entre 2006 e 2008. Neste site pode encontrar alguma informação sobre o enquadramento do projecto, objectivos e publicações.

Para mais informações, pode contactar-nos através do email:
ac.medins@gmail.com; por telefone: +351 266706581; ou escrevendo para:
Centro Interdisciplinar de História, Culturas e Sociedades da Universidade de Évora (CIDEHUS)
Palácio do Vimioso
Apartado 94,
7002-554 Évora – Portugal
http://www.cidehus.uevora.pt/

Site do Projecto MEDINS mudou de endereço

O site oficial do projecto MEDINS, originalmente acessível através do seguinte endereço (http://www.invisiblemedins/), está agora disponível aqui: http://ldei.ugr.es/invisiblemedins/.

Neste momento (2012), já não existe página oficial internacional do projecto MEDINS. No entanto, a Universidade de Évora mantém este site (https://medinsuevora.wordpress.com), que inclui alguns conteúdos sobre o projecto.

Site da exposição “Património Imaterial pelos Trilhos do Alentejo e do Mediterrâneo” temporariamanente indisponível

website-expo-medins

O site da exposição “Património Imaterial pelos Trilhos do Alentejo e do Mediterrâneo” (http://www.projectomedins.com/), criado no âmbito do projecto MEDINS, encontra-se temporariamente indisponível. Esperamos dentro em breve solucionar esta questão.

Artigo “Cultura oral y patrimonio inmaterial”

Javier Rosón Lorente, um dos colaboradores no Projecto MEDINS por parte da Universidade de Granada acaba de publicou artigo, no qual analisa o papel do projecto MEDINS para dar a conhecer o PCI das comunidades. Eis a referência bibliográfica:

ROSÓN LORENTE, Javier – Cultura oral y patrimonio inmaterial: investigación transnacional en el marco de los proyectos Mediterranean Voices y Medins. Patrimonio Cultural de España. ISSN: 1889-3104. n.º 0 (2009), p. 161.

Publicação: “El patrimonio Cultural Inmaterial: definición y sistemas de catalogación: actas del seminario internacional Murcia, 15-16 de febrero de 2007”

Foram recentemente publicadas as actas de um dos primeiros encontros do projecto MEDINS pelo nosso parceiro de Murcia.

actas-murcia

El patrimonio Cultural Inmaterial: definición y sistemas de catalogación: actas del seminario internacional Murcia, 15-16 de febrero de 2007
Vários autores
Edição: Gobierno de la Región de Murcia, Servicio de Patrimonio Histórico, 2008
ISBN: 978-84-7564-389-2

Aspectos generales

Convención para la Salvaguardia del Patrimonio Cultural Inmaterial: conceptos e inventarios
Hugues Sicard

Il progetto “MEDINS. Identity is future. The Mediterranean Intangible Space”
Alessandra del Caro

Les Actions du Projet MEDINS
Lucio Tambuzzo

El Patrimonio Cultural Inmaterial de la Región de Murcia: Algunas reflexiones sobre su papel en la visión del patrimonio cultural como factor de cooperación interregional, desarrollo social y sostenibilidad económica
Angel Iniesta Sanmartín

El Consejo de Hombre Buenos de la Huerta de Murcia: Candidatura para su declaración como Patrimonio Inmaterial de la Humanidad
José Antonio Melgares Guerrero

La gestión del patrimonio inmaterial en sociedades complejas del siglo XXI: Propuestas para implementar políticas de actuación en la Región de Murcia, España
Aurora Lema Campillo

Patrimoine culturel inmatériel: Politiques etr Stratégies. Lecas de la Grèce
Zoi N. Margari

Il Patrimonio Inmateriale: Definizione e politiche di valutazione e salvaguardia del aptrimonio inmateriale nella programmazione comunitaria 2007-2013
Alessandro Pernice

La programmation communautaire 2007-2013 et les politiques de valorisation et protection du Patrimone Culturel Inmatériel: la Région de l´Alentejo. Portugal
Ana Carvalho

Análisis de los sistemas legislativos y administrativos de catalogación, protección y valorización del patrimonio inamterial en el Estado español y la Región de Murcia
Inmaculada García Simó

Portuguese legislation on intangible cultural heritage and inventories
Ana Carvalho, Filipe Themudo Barata

La catalogazione dei Beni culturali e ambientali nella Regione Siciliana
Adriana Fresina

Conoscenza, tutela e valorizzazione dei beni immateriali nella Regione Siciliana
Orietta Sorgi

Il REI: Registro delle Eredità Inamteriali
Lucio Tambuzzo

Políticas de valorización y protección del Patrimonio Inmaterial a insertar en el interior de la programación comunitaria 2007-2013

Sistemas legislativos, administrativos y de catalogación para la protección y valorización del patrimonio inmaterial

—————–
O livro está disponível online:
http://www.patrimur.com/

Artigo: “Towards an Intercultural Representation of Mediterranean Intangible Cultural Heritage (ICH)”

Entre os resultados do projecto MEDINS a produção de artigos sobre o objecto do nosso estudo – O Património Cultural Imaterial na região do Mediterrâneo, revelou-se fundamental para a disseminação do trabalho desenvolvido.

Apresentamos aqui um artigo da autoria de Jesse Marsh e Francesco Passantino sobre o contributo da Web 2.0 para a promoção do património cultural imaterial no contexto do projecto MEDINS.

Abstract:

In this paper, we address the issue of interoperability for regional databases of Intangible Cultural Heritage (ICH). Work carried out in the INTERREG IIIB MEDOCC “MEDINS” Project aimed to apply a common cataloguing system as an application of the UNESCO 2003 ICH Convention. The project activity “Multimedia Labora-tories” offered an alternative approach, with a simplified, navigation-oriented web service capable of incorporating Web 2.0 features while aggregating items from different regional databases in an intercultural context. The co-design development process of the prototype is described, and the XML code defined to link to data from different sources is illustrated. In conclusion, lessons learned and future development issues are set forth.

Keywords: Interoperability, Intangible Cultural Heritage, MEDINS, XML

Pode encontrar aqui o artigo na íntegra:
http://www.esiig2.it/

Website da exposição sobre Património Imaterial

website-expo-medins

Para uma divulgação mais abrangente da exposição “Património Imaterial pelos Trilhos do Alentejo e do Mediterrâneo” foi criado um website com alguns dos conteúdos expositivos e informação sobre o projecto MEDINS. Para ficar a conhecer clique no seguinte endereço:
http://www.projectomedins.com/

Nota: Actualmente (2011) o site já não se encontra disponível.

EXPOSIÇÃO: Património Imaterial pelos Trilhos do Alentejo…

expo-trilhos

No passado 3 de Fevereiro de 2009 foi inaugurada na Universidade de Évora (Palácio Vimioso) a exposição “Património Imaterial pelos Trilhos do Alentejo e do Mediterrâneo”. Organizada no âmbito do projecto MEDINS, a exposição pretende chamar a atenção para este património tantas vezes negligenciado, contribuindo para a sua sensibilização e salvaguarda.

A exposição seguirá para a Vidigueira em itinerância.

Publicação: “Le Patrimoine Culturel Immatériel au Portugal…”

No âmbito do projecto MEDINS nasceu a ideia de iniciar um conjunto de publicações com o objectivo de dar a conhecer os trabalhos desenvolvidos. Intitulada “Património Cultural – Cadernos de Campo” (Patrimoine Culturel-Cahiers de Terrain), esta colecção irá dar conta de algumas reflexões, recolhas e interrogações, etc.

Os “Cadernos de Campo…” iniciam agora com três volumes. O primeiro volume apresenta uma reflexão global sobre as questões legislativas sobre o Património Cultural, em particular o Património Cultural Imaterial e analisa alguns documentos de enquadramento sobre o financiamento e valorização deste património para os próximos anos. O segundo volume integra as actas de um encontro que se realizou em 2007 no contexto do projecto MEDINS sobre algumas das questões mais actuais no que se refere a este património. Le Patrimoine Culturel Immatériel et le Role D’Instituitions Publiques dans L’Implementation D’Inventaires foi o mote deste encontro. Finalmente, a terceira publicação resulta de um dos objectivos do projecto MEDINS, a criação de uma base de dados simplificada que permitisse estruturar informação recolhida sobre Património Cultural Imaterial.

caderno 1

CARVALHO, Ana; BARATA, Filipe Themudo – Le Patrimoine Culturel Immatériel au Portugal: Questions d’aujourd’hui et défis de demain. [S.l.]: CIDEHUS, Junho 2008, Património Cultural – Cadernos de Campo (Patrimoine Culturel – Cahiers de Terrain), 1.

Caderno 2

CARVALHO, Ana; BARATA, Filipe Themudo, ed. – Le Patrimoine Culturel immatériel et le Role D’Institutions Publiques dans L’Implementation D’Inventaires: actes du Séminaire International, Université d’Évora, 22 Juin 2007. [S.l.]: CIDEHUS, Junho 2008, Património Cultural – Cadernos de Campo (Patrimoine Culturel – Cahiers de Terrain), 2.

Caderno 3

BARATA, Filipe Themudo; GONÇALVES, Gerardo Vidal, ed. – Patrimoine Immatériel: Base de Donnés et Organisation Sémantique, Mémoire descritive. [S.l.]: CIDEHUS, Junho 2008, Património Cultural – Cadernos de Campo (Patrimoine Culturel – Cahiers de Terrain), 3.

“La Programmation 2007-2013…” (et le immatériel)

comunicacao-pernice

No âmbito da conferência realizada no Líbano a propósito do projecto MEDINS – “Intangible Heritage: a memory of the past and the value for the future of the people”, divulgamos a comunicação do Mr. Pernice cujo tema aborda o financiamento 2007-2013 e respectiva relação com a cooperação cultural. Para visualizar a comunicação clique aqui

Projecto MEDINS no Líbano

libano-conference

Filipe Themudo Barata
Universidade Saint-Esprit de Kaslik, em Beirute (Líbano)

medins-group-libano

Grupo MEDINS
Universidade Saint-Esprit de Kaslik, em Beirute (Líbano)

Seminário “Intangible Heritage: a memory of the past and the value for the future of the people”, 25-26 Set. 08

Beirute, Líbano

No âmbito do projecto MEDINS está a decorrer por estes dias na Universidade Saint-Esprit de Kaslik, em Beirute (Líbano) um encontro que reúne especialistas na área do património para discutir o Património Cultural Imaterial. Entre hoje e amanhã tem lugar o seminário subordinado ao tema: “Intangible Heritage: a memory of the past and the value for the future of the people”.

A Universidade de Évora estará representada pelo Prof. Filipe Themudo Barata.

Le projet Medins regroupe dans sa nature plusieurs partenaires provenant du Bassin Méditerranéen, à savoir les universités, les institutions publiques, les administrations régionales, les associations locales et d’autres organisations.

Le but majeur du Projet Medins est de promouvoir l’échange d’idées et d’expériences entre les partenaires afin de parvenir à sauvegarder l’acquis culturel du patrimoine immatériel au sein de ce Bassin méditerranéen.

Par conséquent, le séminaire international constitue une occasion unique pour explorer les
défis associés à la gestion du Patrimoine Culturel Immatériel à divers niveaux institutionnels, nationaux, régionaux et locaux afin de parvenir à la transmission de bonnes pratiques best practice du catalogage entre les régions qui participent au projet.

Programa:

25 Septembre 2008
AUDITORIUM FPSH
9h30-12h.00 Atelier de coopération
Développement de la fiche simplifiée et commune pour le Catalogage sur le Patrimoine
Culturel Immatériel.

SALLE DES CONGRES
Inauguration du Séminaire international
16h30 Mot de Bienvenue du R.P Hady Mahfouz
Recteur de l’USEK
16h45 Allocution M. Ennio Troili
Directeur de l’Institut Culturel Italien
17h00 Allocution de M. Joseph Kreidi
Bureau de l’UNESCO à Beyrouth
17h15 Allocution de M. Hana Al Amil
Chef du Service des Affaires Culturelles
Ministère de la Culture du Liban
17h30 Allocution de Mme Alessandra De Caro
CRICD Chef de File – Région Sicile
18h00 Allocution de M. Roberto Albergoni
HERIMED – Secrétaire Générale
18h30 Visite du campus de l’USEK
20h00 Dîner à l’USEK

26 septembre 2008
SALLE DES CONGRES
« PATRIMOINE IMMATERIEL : MEMOIRE DU PASSE ET VALEUR POUR L’AVENIR DES PEUPLES »
9h30-9h45 Mot d’ouverture Mme Hoda Nehmé, Doyen de la FPSH, USEK – Liban
10h00-11h15 Table ronde I
Modérateur Mme Carine AZZI, Chef de département des Sciences sociales, USEK –
Liban
 Mme Alessandra De Caro, Chef de File, CRICD Région Sicile – Italie
 Mme Zoi N. Margari, TEDKNA – Grèce
 M. Natale Giordano, COPPEM – Italie
 M. Filipe Themudo Barata, Université d’Evora – Portugal
11h15-11h30 Pause Café
11h30-12h30 Table ronde II
Modérateur Mme Carine AZZI, Chef de département de Sciences sociales, USEK
 M. Louis Honeine, USEK – Liban
 M. Lucio Tambuzzo, PIT DEMETRA – Italie
 M. Joseph Raad, USEK – Liban
 Mme Claudia Tambuzzo, PIT DEMETRA – Italie
12h30-12h45 Discussion
12h45-13h00 Conclusions
M. Roberto Albergoni HERIMED – Secrétaire Général – Italie
13h00-14h30 Déjeuner
14h30-16h30 Table Technique
« La Coopération Culturelle Euro Méditerranéenne: partage de ressources et les
instruments financiers ».
Moderateur M. Filipe Themudo Barata Université d’Evora – Portugal
 M. Fabio Bartoletti, CRICD Région Sicile – Italie
 M. Roberto Albergoni, HERIMED – Italie
 M. Alessandro Pernice HERIMED – Italie
 M. Severino Osteroro, CRICD Région Sicile – Italie
16h30 Synthèse générale
17h00 Clôture du Séminaire

Para mais informações, contactar:
Dr. Carine AZZI
Chef de Département de Sciences Sociales
FPSH – USEK – LIBAN
Tél: +961.9.600055
Fax: +961 9 600551
Courriel : carineazzi@usek.edu.lb

Dr. Alessandro Pernice
HERIMED
European Project Manager
Tel: +39 091 327643
Fax: +39 091 336880
Courriel : a.pernice@herimed.org

Publicação: “Património Imaterial do Ervedal”

Património Imaterial do Ervedal: Memórias Fotográficas de uma Comunidade Rural Alentejana (1900/1970
Autores: Filipe Themudo Barata, Elisabete Santos Pereira, Margarida Ribeiro
Edição: Fundação Arquivo Paes Teles, Julho 2008
Organização: Fundação Fundação Arquivo Paes Teles, Universidade de Évora, Projecto MEDINS
Apoio: Câmara Municipal de Avis, Junta de Freguesia Ervedal
Descrição Física: 141 p.
ISBN: 978-989-20-1246-9

A par da exposição já aqui noticiada – “Memórias Fotográficas de uma comunidade rural alentejana 1900-1970″, foi publicado um catálogo sobre a exposição que aqui apresentamos.

O catálogo organiza-se em três grandes núcleos temáticos: “O Retratista”, “O Quotidiano” e ” Momentos de Festa e Lazer”, que se vão desdobrando em vários subtemas.

Pode encontrar esta publicação na Fundação Arquivo Paes Teles, Ervedal.

Tendo como objectivo compreender a história e a individualidade da vila escolhida por Mário Saa para acolher a Fundação Arquivo Paes Teles, foi colocado à população do Ervedal o desafio de ceder para digitalização algumas fotografias dos seus álbuns familiares.

As imagens cedidas, constituindo uma importante fonte para a história contemporânea, caracterizam as vivências de uma pequena comunidade, retratando situações da vida quotidiana, as festividades e outras ocorrências do período que medeia entre 1900 e 1970. Esta narrativa iconográfica foi enriquecida com a recolha de testemunhos orais associados às imagens recolhidas.

Pretendemos, assim, com a realização desta exposição, contribuir para a valorização e divulgação da identidade, dos conhecimentos e das tradições de uma comunidade rural do Sul de Portugal.

(in catálogo “Memórias Fotográficas de uma comunidade rural alentejana 1900-1970″)

Inauguração da exposição sobre Património Imaterial do Ervedal

Inauguração exposição “Memórias Fotográficas de uma comunidade rural alentejana 1900-1970”
Ervedal (Avis, Portugal)
©Ana Carvalho, 16 Julho 2008

No passado dia 16 de Julho (quarta-feira) foi inaugurada a exposição “Memórias Fotográficas de uma comunidade rural alentejana 1900-1970”.

O evento contou com a presença de representantes do Município de Avis, Junta de Freguesia do Erverdal, Direcção Regional de Cultural do Alentejo, Universidade de Évora e da comunidade do Ervedal.

Mais informações:
http://www.paesteles.org.pt/

Exposição: Património Imaterial do Ervedal

Convite da exposição

A Fundação Arquivo Paes Teles vai inaugurar no dia 16 de Julho de 2008, às 19 horas, a exposição Património Imaterial do Ervedal – Memórias Fotográficas de uma Comunidade Rural Alentejana (1900-1970), um projecto conjunto desta instituição e da Universidade de Évora, através do projecto de investigação MEDINS: Identity is Future: The Mediterranean Intangible Space (FEDER-INTERREG III B MEDOCC).

Este projecto europeu tem como objectivo a catalogação, promoção, valorização e divulgação ao nível internacional, do Património Cultural Imaterial dos territórios da zona Medocc, de modo que este seja salvaguardado do risco de extinção, e ao mesmo tempo seja utilizado como recurso para o desenvolvimento local sustentável.

A Fundação Arquivo Paes Teles associou-se a este projecto através de um trabalho de digitalização de fotografias dos álbuns familiares da população do Ervedal e da recolha de testemunhos associados às imagens cedidas, por forma a compreender a história e a individualidade da vila escolhida por Mário Saa para acolher a Fundação Arquivo Paes Teles.

Esse trabalho de recolha do Património Imaterial, resultante da admirável colaboração da população do Ervedal, é agora divulgado através da realização de uma exposição que pretende contribuir para a valorização da identidade, dos conhecimentos e das tradições de uma comunidade rural do Sul de Portugal. As fotografias apresentadas, representativas das vivências ocorridas entre 1900 e 1970, remetem-nos para os ambientes do quotidiano, para os ambientes festivos e para o importante papel desempenhado pelo retratista ambulante numa época em que poucas pessoas possuíam uma máquina fotográfica.

Esta exposição irá estar patente no Ervedal até dia 31 de Dezembro de 2008, estando a programar-se a sua itinerância para o ano seguinte, que deverá começar na Universidade de Évora.

(in Nota de Imprensa)

Mais informações:
http://www.paesteles.org.pt/

Divulgação projecto MEDINS

A Universidade de Évora participou na Feira de S. João que se realizou entre 21 a 29 de Junho de 2008. Neste contexto, no pavilhão da Universidade foi apresentado um poster sobre o projecto MEDINS para sua divulgação junto das comunidades.

Eis algumas imagens:


Feira de S. João, Pavilhão da Universidade de Évora,
©Gerardo Vidal Gonçalves, 28 Junho 2008

La Città Invisibili

Nos dias 27, 28 e 29 de Junho de 2008 realizou-se um evento organizado no âmbito do projecto MEDINS intitulado “La Città Invisibili”. O evento assenta na ideia de transformar cenicamente as ruas e praças onde se realiza o mercado da Vucciria em Palermo. Durante o dia, nestas mesmas ruas tem lugar o mercado ao ar livre, mas durante a noite este espaço torna-se o cenário artístico e criativo onde a cultura imaterial assume um papel essencial. Participam artistas, contadores de histórias, músicos, etc.

O evento tem início na Piazza San Domenico, onde o espectador inicia o percurso pelas ruas do mercado da Vucciria a convite de uma personagem, uma espécie de cicerone, que nos conduz pelas ruas e pracetas onde vamos encontrando diferentes performances num contexto feérico que combina efeitos especiais de luzes e som.

Eis algumas imagens do evento:


Projecto MEDINS, “La Città Invisibili”, Vucciria, Palermo
©Ana Carvalho, 27 Junho 2008

Eis um vídeo de uma performance de música tradicional maltesa que fez parte do evento:


©Ana Carvalho, 27 Junho 2008

Com efeito, o mercado da Vucciria é um dos mercados mais antigos de Palermo. Este espaço evoca não apenas um local onde têm lugar trocas comerciais, mas também todo um conjunto de vivências de uma comunidade que ali habita, trabalha e se esforça por sobreviver à modernidade…
A deterioração dos edifícios é angustiante, trata-se de um dos bairros mais empobrecidos de Palermo.

Eis algumas imagens das ruas e edifícios da Vucciria:


Vucciria, Palermo (Sicília)
©Ana Carvalho, 25 Maio 2008

Comité de Pilotage MEDINS, 27 Junho 2008

No passado dia 27 de Junho de 2008 teve lugar a última reunião do projecto MEDINS. Desta forma, o último comité de pilotage decorreu em Palermo, contando com representantes de todos os países participantes no projecto: Portugal, Grécia, Espanha, Itália e Malta.

Eis algumas imagens que ilustram a reunião:


Comité de Pilotage MEDINS, Biblioteca Centrale di Palermo
©Ana Carvalho, 27 Junho 2008

Laboratórios Multimédia, Granada

Projecto MEDINS, Reunião Granada
© Francesco Passantino

Nos dias 23 e 24 de Junho de 2008 teve lugar em Granada mais uma reunião do projecto MEDINS. A Universidade de Granada, parceiro no projecto MEDINS, foi o anfitrião desta reunião. O trabalho desenvolvido teve a ver com uma das actividades do projecto, os laboratórios multimédia.

Estiveram presentes representantes da Região de Murcia, da HERIMED, do município de Bagheria (Sicília) e da Universidade de Granada.

Apresentação final dos resultados do projecto MEDINS, 27 Junho 2008

Piazza Pretoria, Palermo, Sicília
©Ana Carvalho, 25 Maio 2008

No próximo dia 27 de Junho (manhã) terá lugar a apresentação final dos resultados do projecto MEDINS. O evento realizar-se-á na Biblioteca Central da Região Siciliana, Sala Fondi Antichi (Corso Vittorio Emanuele, 429 Palermo). No mesmo dia, à tarde decorrerá o último comité de pilotage.

Programa:

09.00-09.30 Welcomes
09.30-10.15 Coordina: Dott. Sergio Gelardi ➤ Direttore del Centro Regionale del Catalogo e della Documentazione
Saluti delle Autorità:
On. Antonello Antinoro ➤ Assessore Regionale dei Beni Culturali e Ambientali e P.I. Regione Siciliana
Avv. Diego Cammarata ➤ Sindaco della città di Palermo
Avv. Romeo Palma ➤ Dirigente Generale Dipartimento Beni Culturali e Ambientali Regione Siciliana
10.15-10.30 Dott. Gaetano Gullo ➤ Direttore della Biblioteca Centrale della Regione Siciliana
10.30-10.45 On. Carmelo Motta ➤ Segretario Generale del Coppem: “Protocollo d’intesa tra la Regione Siciliana e la Regione di Rabat”
10.45-11.00 Arch. Alessandra De Caro ➤ Project Manager Projet Medins del Centro Regionale del Catalogo e della Documentazione

11.00-11.30 Coffee break

11.30-12.30 Coordina: Dott. Roberto Albergoni ➤ Segretario Generale dell’Associazione Herimed: “La cooperazione culturale nel Mediterraneo: documentazione, conoscenza e confronto”
Interventi: partner del progetto Medins Italia, Portogallo, Spagna, Grecia, Malta, Marocco, Algeria, Libano, Tunisia ed Egitto
12.30-13.30 Pino Di Buduo ➤ regista del teatro Potlach presentazione del Grande Evento: le Città Invisibili • Omaggio del teatro Potlach

13.30 Lunch

15.30 Comitato di Pilotaggio partner progetto Medins

21.00 Mercato storico della Vucciria – Grande evento: le Città Invisibili

—————-

Descarregue o Programa

Convite (FR)

Convite (IT)

—————

Il Centro Regionale per il Catalogo e la Documentazione (CRICD), esplica funzioni di studio, ricerca e organizzazione in materia di catalogazione, documentazione e valorizzazione del patrimonio culturale materiale ed immateriale siciliano.

Il CRICD ha incentivato negli ultimi anni i rapporti internazionali con i paesi del Mediterraneo, al fine di promuovere comuni strategie d’intervento per la salvaguardia e valorizzazione del patrimonio culturale immateriale ed in particolare delle tradizioni orali, per natura più deboli e a maggior rischio di dispersione.

In tale contesto va considerato il progetto comunitario Medins, che coinvolge prestigiose Istituzioni (Italia, Portogallo, Spagna, Grecia, Malta, Marocco, Algeria, Libano, Tunisia ed Egitto) e tende ad incrementare la conoscenza dei patrimoni culturali immateriali delle regioni euromediterranee, per una più adeguata tutela e valorizzazione. In linea con gli orientamenti previsti dalla Convenzione UNESCO “Intangible Cultural Heritage“ del 2003 e della “Universal Declaration on Cultural Diversity” del 2001, il riconoscimento delle identità locali e la difesa delle diversità culturali potrà costituire una preziosa risorsa per lo sviluppo economico e sociale dei territori interessati.

Il lavoro svolto durante l’attuazione delle azioni di progetto, le riunioni tecniche svoltesi a Palermo, Bagheria, Murcia, Rabat, Évora, Malta, Cairo e Atene e la partecipazione ai seminari internazionali realizzati dai partner del progetto Medins, hanno consentito l’esame delle varie normative di riferimento dei paesi coinvolti e un positivo scambio di esperienze in materia di inventariazione, catalogazione e valorizzazione dei beni immateriali.

Si è andato così delineando un percorso metodologico condiviso che ha prodotto l’adozione di un modello di scheda semplificata di prima rilevazione del patrimonio culturale immateriale, progettata dal CRICDsulla base del modello nazionale BDI (beni demoetnoantropologici immateriali) e, proposta ai partner per l’immissione dei dati del patrimonio immateriale delle diverse aree.

Tali strumenti saranno finalizzati alla costituzione di un data base sul patrimonio culturale immateriale dei paesi del Mediterraneo e di archivi multimediali, al fine di rafforzare la cooperazione scientifica e culturale tra i paesi del Mediterraneo. Il data base sarà parte di un sistema web più ampio arricchito dai risultati delle attività dei Laboratori Multimediali Medins. I laboratori hanno esaminato il multimedia come mezzo per catturare e rappresentare il patrimonio culturale immateriale e hanno posto le basi per una ricerca tecnologica per la costruzione di un quadro di riferimento semantico finalizzata alla rappresentazione di usi collettivi.

Il quadro semantico ha anche svolto la funzione di contrappeso critico alle attività di catalogazione che hanno costituito l’argomento principale del progetto Medins.

Nel percorso dei laboratori, i diversi partner partecipanti hanno in primo luogo sperimentato l’uso delle presentazioni interattive, dei blog, di ambiti di condivisione di risorse come YouTube e Flickr, come strumenti per le loro attività di ricerca antropologica. Sulla base poi di un formato di dati comune a tutti i partner e quindi a tutti i contesti culturali, si è sviluppato un prototipo di spazio Web che permette la rappresentazione e la navigazione attraverso gli elementi di patrimonio immateriale delle diverse culture senza soluzione di continuità.

Si configura, quindi, l’ipotesi di un museo virtuale che unisca le comunità portatrici della cultura immateriale in un luogo virtuale condiviso, che valorizzi le diverse espressioni nello spazio comune delle culture del Mediterraneo.

I partner coinvolti nel progetto: Centro Regionale del Catalogo e della Documentazione (capofila), PIT Demetra, Coppem, Unimed, Comune di Bagheria, Región de Murcia, Universidad de Granada, Herimed Association, Universidade de Évora, T.E.D.K.N.A., Municipalité de Kalivia ThoriKou, LCA Malta, Iworld Association, Région de Rabat, Municipalité de Rabat, FACM Algérie, Governatorate de Kairouan,
Municipalité de Bizerte, Université de Tunis el Manar, Université du Cairo, Université Saint-Esprit de Kaslik.

(in Programa do evento)

Último evento projecto MEDINS: 27, 28 e 29 Junho 2008

Enquadrado nas actividades previstas do projecto MEDINS, está previsto um evento final – Les Villes Invisibles” a ter lugar no mercado histórico, Vucciria, em Palermo (Sicília). O evento é da responsabilidade da região siciliana e realizar-se-á nos próximos dias 27, 28 e 29 de Junho de 2008.

The grand event implies the transformation of the historical market Vucciria of Palermo: squares, streets, palaces, courtyards and monuments, will be completely transformed with special effects, artistic lightings, fabrics, scenographies tailor made for each space, multimedia installations and large projections, thanks to the use of special projectors, capable of projecting images to mt. 20 X 20.

The selected itinerary will be one big stage where, simultaneously, will take place multi-disciplinary artistic events, inspired to the oral traditions of the Mediterranean area:musical performances, multimedia installations, choreographic events, recreations of architectural environments, all related to the memory and oral traditions of the Mediterranean and its identity.

In this way the entire market will be transformed into a research space with the participation of many artists and researchers, architects, set designers, archaeologists, anthropologists, theatre companies, performers, music groups and so on. The participation of inhabitants will actively contribute to the metamorphosis of the area.

The social structure, the cultural and natural landscape will determine the dramaturgy of the show itself, thus breaking the logic of conventional theatre spaces, making the physical space of the city as the real stage of representation.

During the event selected spaces will simultaneously come to life, viewers and spectators will become protagonists of the event, travellers along the identities of the Mediterranean area, explorers and archaeologists of the living memory. The site will reveal its essence, the wonder of its details, its main aspects of identity linked to its material and immaterial culture, its extraordinary side overshadowed by the repetitiveness and the ordinary side of our daily life. The invisible will become visible, the intangible will be, for one moment, tangible.

The artistic choice is oriented towards the involvement of Sicilian and Mediterranean artists, interpreters of the Mediterranean oral traditions in every field (music, theatre, performance, storytelling, handicrafts etc…

The production will also use sounds and audiovisual materials, coming from the multimedia labs of the project MEDINS, or recorded on the spot by the crew of the Theatre Potlach and by other participating artists. Also other audiovisual materials will be put available by the powerful archive of the Sicilian Regional Centre of the Cataloguing.

For more information, photos, videos, reviews and much more about the grand event “invisible Cities”, please visit: http://www.teatropotlach.org/

(PIT DEMETRA)

—————————-

Eis algumas imagens de 2006 sobre este evento:


“Città Invisibili”, 2006
©Lucio Enzo Tambuzzo

Intangible Culture and Intercultural Dialogue

Intangible Culture and Intercultural Dialogue
Da esquerda para a direita vê-se: Natale Giordano (COPPEM), Filipe Themudo Barata (Universidade de Évora) e Carmelo Motta (COPPEM).
Complesso Monumentale dello Spasimo, Palermo
©Ana Carvalho, 22 Maio 2008

Programa:

9.30 Welcome from Authorities
Diego Cammarata – Mayor of Palermo

9.45 Opening of the works
On. Carmelo Motta – COPPEM

10.00 FIRST SESSION:THE MEDINS PROJECT

Chairman and introduction: Aurelio Angelini- Co-President scientific committee DESS-UNESCO

10.15 Intangible Cultural heritage and intercultural dialogue. An action project with immigrated population in the Region of Murcia.
Inmaculada García Simó – Region of Murcia

10.25 Mediterranean identity and the construction of shore convergence platforms: the importance of Intangible Heritage
Filipe Themudo Barata – University of Evora

10.35 The lenguages of intangible culture
Olindo Terrana – PIT Demetra

10.45 Intangible heritage as interpreter of the Mediterranean common roots
Lucio Enzo Tambuzzo – I-World

10.55 Jesse Marsh – Municipality of Bagheria

11.05 Marcello Scalisi – UNIMED

11.15 Jimmy Magro – Local Council Association of Malta

11.25 coffee break

11.45 Municipality of Rabat

11.55 Identity is Dialogue
Ilaria Puccio – COPPEM

12.05 Intecultural Dialogue and Multiculturalism: identity issues in the mediterranean basin
Zoi N. Margari – TEDKNA/Kalivia Thorikou

12.15 Region of Rabat

12.25 Alessandra De Caro – Sicilian Region

12.30 Lunch

15.00 SECOND SESSION: ROUND TABLE
Intercultural dialogue and the role of cultural cooperation in the Mediterranean area

Chairman: Mohammed Said El Dakkak – Vice President of the University of Alexandria – Egypt

15.00 Introduction of Eleonora Insalaco – Anna Lindh Foundation for dialogue between cultures

Speeches:
Natale Giordano – COPPEM
Sergio Cipolla – CISS
Roberto Albergoni – Herimed
Abdelmalek Fizazi – L’Oriental Agency (Morocco)
Georges Zouain – RMSU
Beppe De Santis – Sicilian Region, Department of Territory & Environment
Fanny Bouquerel – “Amunì” cultural association, member of the french Anna Lindh Foundation network

17.00 Presentation of Bagheria – Nador City Twinning
Speeches: Biagio Sciortino – Mayor of Bagheria
Mayor of Nador (Morocco)

MEDINS Laboratory Multimedia Blog

Para documentar as actividades no âmbito dos laboratórios multimédia foi criado um blogue intitulado MEDINS Laboratory Multimedia: http://mmmedinslab.blogspot.com/ onde participam todos os envolvidos nesta actividade.

Nella Bottega Giuseppe Ducato!

Bottega Giuseppe Ducato, Bagheria, Sicily
©Ana Carvalho, 20-05-2008

Pode localizar a botegga Giuseppe Ducato no link abaixo:
http://www.communitywalk.com/

No contexto das actividades previstas nos Laboratórios Multimédia do projecto MEDINS, incluimos uma visita à oficina de Giuseppe Ducato, um artesão que se dedica à pintura dos “carreti” sicilianos. O carreto siciliano é um carro puxado a cavalo ou burro profusamente decorado e pintado e que ainda se pode encontrar em diversas zonas da região siciliana.

O slideshow que apresentamos introduz algumas imagens desta oficina onde ainda se mantém o saber-fazer ligado à técnica de pintura destes carros.

Botegga Giuseppe Ducato
Via A. Finocchiaro Aprile 36
Bagheria, Sicilia 90011, IT

La storia del carreto, l’icona più fortunata della Sicilia, procede parallelamente al miglioramento delle vie di comunicazione terrestri. La rete viaria siciliana era infatti, ancora all’inizio dell’Otocento, insuficiente ad assicurare spostamenti comodi sia lungo le coste che nell’interno. Nonostante le carte geographiche riportassero il tracciato di circa mille chilometri di strade, i resoconti dei viaggiatori e anche altre fonti ufficial ci consentono di pensare che molte di quelle strade o non esistevano o erano solo delle piste che con cattive condizioni metereologiche diventavano impraticabili, sopratutto per mezzi di trasporto su ruote.

I trasporti, in particulare quelli di merci, erano assicurati prevalentemente da muli opportunamente bardati secondo il tipo di prodotto da caricare. In lunghe file dette rétini, gli animali da soma guidati dai vurdunara (mulattieri) hanno per secoli percorso gli altopiani assolati, le montagne aspre e le coste spesso paludose dell’isola, garantendo gli scambi commerciali e i trasferimenti di persone, scrivendo una pagina memorabile nella storia economica di territori che, pur vicini, sono stati a lungo separati dalle difficoltà di comunicazione terrestre. Proprio per questo nei secoli passati sono state le imbarcazioni a consentire una consistente parte degli scambi tra le diverse parti della Sicilia. A partire dai primi decenni dell’Ottocento la situazione cominciò, seppur lentamente, a cambiare e ciò consentì al carretto, che comunque già esisteva in ambito urbano o dove le condizioni sia delle strade che del terreno erano più favorevoli, di svilupparsi anche per i trasporti a più lunga distanza.

Il carretto siciliano ha una struttura assai originali che lo differenzia da altri mezzi di trasporto con ruote presenti nell’isola. Legato al lavoro e al trasporto di merci, ha sviluppato forme diverse in funzione delle specifiche utilizzazioni, con varianti struturalli che corrispondono anche alle varie aree geographiche in cui si articola un’Isola non solo abbastanza estesa, ma anche caratterizzata da un’orografia difficile, da corsi d’acqua imprevedibili e consistenti fenomeni di dissesto idrogeologico.

Nella stuttura cn cui si presentava alla fine de XIX secolo, quando gli studiosi di folklore cominciarono a studiarne i caratteri costruttivi e artistici, il carretto è divenuto parte integrante della rappresentazione della vita del mondo contadino siciliano e ancora oggi, seppure soppiantato a partire dagli anni Cinquanta dalla diffusione dei veicoli a trazione meccanica, continua a caratterizzare momenti importanti della vita delle comunità…

(in Il Carretto, Girolamo Cusimano, Ed. Assessorato Regionale Turismo Comunicazioni e Trasporti)

Multimedia week of Immaterial Cultural Heritage


©Ana Carvalho, Bagheria (Sicília) 19-24 Maio 2008

Entre 19 e 24 de Maio realizou-se um encontro em Bagheria (Sicília) entre os parceiros MEDINS que participam nos Laboratórios Multimédia.

Com efeito, tratou-se de um laboratório aberto que reuniu vários grupos de pessoas: investigadores no âmbito do projecto MEDINS (Portugal, Grécia, Malta e Sicília) e outros investigadores na área as novas tecnologias, nomeadamente da Universidade de Pisa. Além disso, o laboratório encontrava-se aberto à participação de qualquer cidadão do município de Bagheria.

Esta actividade centrou-se em dois objectivos. Por um lado, promover a troca de experiências no contexto das novas tecnologias e respectiva aplicação no domínio do Património Cultural Imaterial, perspectivando cenários para um museu virtual no futuro. Neste sentido, várias ideias foram debatidas, nomeadamente:

o Overlaying 3D contexts onto objects in a museum
o Reconstructing objects from fragments
o Visiting sites from a museum
o Having 3D simulated worlds from other cultures
o A robot as a virtual visitor in another place: can remotely see, engage in conversation
o What about music: from a museum with different instruments to a group playing in a concert?
o What about recipes and cooking

Por outro lado, o objectivo deste encontro visou a implementação de uma base de dados no contexto do protótipo de um espaço virtual dedicado aos laboratórios multimédia (http://www.iteam5.net/francesco/medins/).

Participaram neste encontro:

 Ana Carvalho (Universidade de Évora)
 Gerardo Vidal Gonçalves (Universidade de Évora)
 Francesco Passantino (HERIMED)
 Michele Ducato (Comune di Bagheria)
 Francesco Cirrincione (Comune di Bagheria)
 Nadia Emanuelle (Comune di Bagheria)
 Zoi N. Margari (TEDKNA/ Municipalité de Kalivia Thorikou)
 Eleni Rapti (Municipalité de Kalivia Thorikou)
 Jimmy Magro (Assocjazzjoni Kunsilli Lokali/Local Councils Association of Malta)
 Nadia Theuma (Assocjazzjoni Kunsilli Lokali/Local Councils Association of Malta)
 Jesse Marsh (Comune di Bagheria)
 Paolo Sciortino (Comune di Bagheria)
 Antonino Passarello (Comune di Bagheria)

Participantes externos ao projecto:

 Fanny Bouquerel (Amunì)
 Antonino Previti (Univ. Pisa)
 Riccardo Apreda, Univ. Pisa
 Paolo Di Francesco, CRES

Veja o programa deste encontro: MMMedins week programme

Vídeo Kalkara Festival 2008

[Youtube=http://www.youtube.com/watch?v=ab0UEfJf3pk]
©Local Council Association of Malta, 18 Maio 2008

O evento teve lugar a 18 de Maio em Kalkara e incluiu Música, Gastronomia, Arte, Contadores de histórias, etc…O vídeo, produzido pela Associação de Municípios de Malta, que aqui apresentamos dá conta de alguns aspectos deste evento.

Kalkara Festival, Malta

No dia 18 de Maio realizou-se um festival em Kalkara (Malta) no contexto do projecto MEDINS e do ano de diálogo intercultural da União Europeia. O evento foi organizado pela Associação de Municípios de Malta, parceiro no projecto MEDINS.

O Canto de Improviso como Património Imaterial: Metodologias de Inventário e Processos de Salvaguarda

Colóquio “O Canto de Improviso como Património Imaterial: Metodologias” e Festival Internacional da Cantos Improvisados
Auditório Alcácer do Sal
©Ana Carvalho, 17 Maio 2007

No passado dia 17 de Maio, a Universidade de Évora participou no colóquio “O Canto de Improviso como Património Imaterial: Metodologias de Inventário e Processos de Salvaguarda” com uma comunicação intitulada “Aspectos técnicos e metodológicos de tratamento do património imaterial: o Projecto MEDINS”. O evento teve lugar no Auditório Municipal de Alcácer do Sal.
A par do colóquio decorreu também o Festival Internacional da Cantos Improvisados em Alcácer do Sal. A organização e coordenação cabe à Direcção Regional de Cultura do Alentejo e à Câmara Municipal de Alcácer do Sal.

“Aspectos técnicos e metodológicos de tratamento do património imaterial: o Projecto MEDINS”/“Technical and methodological aspects related to Intangible Cultural Heritage work: The MEDINS project”

Ana Carvalho
Filipe Themudo Barata

ABSTRACT: Within the framework of INTERREG programme, 20 partners of different nationalities worked together in a project with the acronym MEDINS, in the sense of safeguarding the intangible culture of their regions, avoiding the risk of disappearance of this heritage. The article aims to present the MEDINS project and its scope, specially the technical aspects. In fact, along with the development of the project, partners soon realized the difficulties of organizing the information that was being collected, taking into consideration the specificity of Intangible Cultural Heritage and the absence of reflection and even work practices in this field. Here, the objective is to reflect about the technical and methodological aspects related to Intangible Cultural Heritage work, namely the implementation of inventories from the experience obtained in the context of this project.

RESUMO: No contexto do programa INTERREG, 20 parceiros de várias nacionalidades trabalham em conjunto no projecto com o acrónimo MEDINS, no sentido de salvaguardar a cultura imaterial das suas regiões evitando, assim, o risco de desaparecimento deste património. Este artigo pretende dar a conhecer o projecto MEDINS nas suas várias dimensões, em especial os aspectos técnicos. De facto, com o desenvolvimento deste projecto, os diversos parceiros cedo perceberam as dificuldades específicas de organizar a informação que ia sendo recolhida, dada a especificidade do Património Cultural Imaterial e a falta de reflexão e até de práticas de trabalho nesta área. Aqui, pretende-se pois reflectir sobre aspectos técnicos e metodológicos ligados ao tratamento do Património Cultural Imaterial, nomeadamente, no que diz respeito à implementação de inventários a partir da experiência obtida no contexto deste projecto.

Sobre o colóquio:

A Direcção Regional de Cultura do Alentejo e o Munícipio de Alcácer do sal, preocupados com o estado actual da décima e do verso improvisado no Sul de Portugal, em particular do “Canto do Ladrão do Sado”, e no âmbito do Programa para a Salvaguarda do Património Intangível do Alentejo (PI), assumiram em conjunto a intenção de proceder à salvaguarda destas práticas poético-musicais.

Esta intenção visa não só contribuir para um melhor conhecimento destas espressões, como também desenvolver um conjunto de acções práticas que possibilitem a sua salvaguarda e promoção aos níveis local, regional, nacional e internacional. Criar uma sustentabilidade social, económica daqueles que detêm as aptidões culturais consideradas fundamentais a este programa de salvaguarda, potenciando a sua transmissão é imperativo.

Estes objectivos só poderão ser alcançados num amplo e profundo diálogo no qual os improvisadores, poetas, músicos, investigadores e outros agentes participem, procurando encontrar soluções para a continuidade destas práticas poéticas fundamentais para a permanência da diversidade cultural do Alentejo.

A diversidade e o dálogo intercultural que a décima e o verso improvisado permitem entre pessoas de diferentes regiões, diferentes países e diferentes continentes, são um exemplo profundo do diálogo de Paz que o Património Intangível da cultura dos povos pode ajudar a construir, e que a Convenção para a Salvaguarda do Património Cultural Imaterial, adoptada pela UNESCO em 2003, e já ratificada pela Assembleia da República Portuguesa, assume e reconhece.

Com o colóquio “cantos de despique”- expressão portuguesa para o verso e o canto de improviso – pretende-se abir um espaço de reflexão sobre o que é o Património Intangível e o verso improvisado, bem como discutir metodologias de inventário e estratégias de salvaguarda, dando particular atenção a um conjunto de experiências desenvolvidas no Mediterrâneo e em Portugal.

(in programa)

——————-
Para mais informações consulte o Programa:
festival-internacional-cantos-improvisados

Patrimoine Culturel Immatériel: Information, Diffusion et Modèles Flexibles du Développement

A 7 de Fevereiro de 2008 teve lugar mais um seminário MEDINS dedicado ao Património Cultural Imaterial. O tema escolhido foi o seguinte: “Patrimoine Culturel Immatériel: Information, Diffusion et Modèles Flexibles du Développement”. O encontro foi organizado pelo município de Kalivia (Grécia).

A Universidade de Évora participou neste seminário com um poster “Intangible Cultural Heritage and sustainable development: two study cases in Alentejo Region (Portugal)” da autoria de Ana Carvalho e Gerardo Vidal Gonçalves.

An integrated approach to safeguard tangible and intangible heritage in the Mediterranean historical centre

An integrated approach to safeguard tangible and intangible heritage in the Mediterranean historical centre
Participantes do seminário, Sede CULTNAT
©Alessandro Pernice, Cairo, 14 Jan. 2008

O seminário “An integrated approach to safeguard tangible and intangible heritage in the Mediterranean historical centre”, realizado a 14 de Janeiro de 2008 no Cairo reuniu alguns dos parceiros MEDINS, dando lugar a mais uma discussão sobre o Património Material e Imaterial.

A Universidade de Évora esteve representada pelo Prof. Doutor Filipe Themudo Barata que proferiu uma comunicação intitulada: “Sustainable Development, Heritage and Ecomuseums”.

Este encontro foi organizado pela HERIMED (Association for the documentation, preservation and enhancement of the Euro-Mediterranean Cultural Heritage) e CULTNAT (Center for Documentation of Cultural and Natural Heritage) no âmbito do projecto, permitindo a participação de diversas universidades e instituições.

Eis o programa:

09:40 PARTICIPANTS REGISTRATION
10:00 Opening Ceremony
H.E. Ambassador Klaus EBERMANN, Head of DELEGATION OF THE EUROPEAN COMMISSION IN EGYPT
Ghassan Samman, Head of Media & Foreign Affairs at ARAB TOWNS ORGANISATION
Abdulrahman A. Alduaij, Director of Technical Office at ARAB TOWNS ORGANISATION
H.E. Ambassador Claudio Pacifico, Italian Embassy in Egypt
Tana DE ZULUETA, Deputy President of the Commission of Foreign Affaires of the Italian Chamber of Deputies and President of the Commission of Culture of the Euro-Mediterranean Parliamentary Assembly
Gioacchino Vaccaro, Director of the Regional Center for the cataloguing, inventorying and documentation of Cultural Heritage (CRICD) – Sicilian Region (Italy)

10:30 Welcome addresses
Fathi Saleh, President of CULTNAT and President of HERIMED
10:40 Speakers
Fernando Brugman. UNESCO Regional Officer for Intangible Heritage
Alessandra De Caro, Project manager of Medins project and Project Officer at the Regional Center for the cataloguing, inventorying and documentation of Cultural Heritage (CRICD) –Sicilian Region (Italy)
Zoi Margari, Professor at the National Technical University of Athens, TEDKNA scientific consultant, and scientific responsible for Medins project
Olindo Terrana, President of Pit DEMETRA
Filipe Themudo Barata, Professor at the University of Évora (Portugal)
Carlo Bianchini, Professor at the University of Rome “La Sapienza”, RADAAR department
Fathi Saleh, President of CULTNAT and President of HERIMED
Gunhan Danisman, Professor at the Bogazici University of Istanbul (Turkey)
12:45 Debate
13:15 Conclusions
Tana DE ZULUETA, Deputy President of the Commission of Foreign Affaires of the Italian Chamber of Deputies and President of the Commission of Culture of the Euro-Mediterranean Parliamentary Assembly
Coordinator: Roberto Albergoni, Secretary General of HERIMED
14:15 Lunch
15:30 Guided visit to CULTNAT

Intangible Heritage and InterCultural Dialogue in the Mediterranean Region

Intangible Heritage and InterCultural Dialogue in the Mediterranean Region
Filipe Themudo Barata
©Javier Rosón Lorente, Malta, 10 Nov. 2007

Em Malta realizou-se um seminário intitulado “Intangible Heritage and InterCultural Dialogue in the Mediterranean Region”. Teve lugar a 10 de Novembro de 2007 em Valetta, sendo organizado pelo parceiro maltês – Assocjazzjoni Kunsilli Lokali Malta.

A Universidade de Évora, representada por Filipe Themudo Barata, participou neste encontro com uma comunicação intitulada “Les Plantes et les Quotidiens dans la Méditerranée: Mémoires d’un Patrimoine Partagé”.

Programa:

Culture, Creativity and Mediterranean Competitiveness al Diversity. Jesse Marsh, Atelier Studio Associato Consultant to the City of Bagheria, Sicily

The Culture of Bread, Oil and Wine
Catherine Tabone, Heritage Malta, Malta

Les Plantes e les Quotidiens dans la Mediterranée
Filipe Themudo Barata, University of Evora, Portugal

Carnival in Malta and the Mediterranean – A Revival of a Tradition
George Glanville, Malta

The Rationale of the Medins Project and the Intercultural Society: A Contribution towards the Traditional Irrigations System
Inmaculada Garcia Simo and Angel Iniesta Sanmartin, Region de Murcia, Spain

Intangible Heritage – A Potential for Tourism in the Mediterranean
Nadia Theuma, Malta

Tangible and Intangible Heritage. An integrated approach to enhance Identities in the Mediterranean Region
Roberto Albergoni, HERIMED

Beni Culturali e Svilluppo Locale: Come Concretizzarlo
Natale Giordano, COPPEM

La Via Dell’Identita’ del Pit Demetra
Terrana Olindo, Pit Demetra

Tourism and Heritage: Reflections from Malta
Hon. Evarist Bartolo, Shadow Minister for Tourism and Culture

Concluding Remarks
Jimmy Magro, Assocjazzjoni Kunsilli Lokali Malta

OBS: Algumas das comunicações realizadas neste contexto estão disponíveis no seguinte endereço:
http://www.medinsmalta.org.mt/

O Património Cultural Imaterial e o papel das instituições públicas na implementação de inventários

O Património Cultural Imaterial e o papel das instituições públicas na implementação de inventários
Na imagem vê-se (da esq. para a dir.) Filipe Themudo Barata e Olindo Terrana
Universidade de Évora
©Ana Carvalho, 22 Junho 2007

Subordinado ao tema “O Património Cultural Imaterial e o papel das instituições públicas na implementação de inventários”, teve lugar a 22 de Juho de 2007 mais um seminário no âmbito do projecto MEDINS. Coube ao CIDEHUS, através da Universidade de Évora, a organização deste evento, que contou com a presença dos parceiros do projecto MEDINS. Realizou-se no colégio do Espírito Santo.

OBS: As actas do seminário estão disponíveis aqui: http://www.cidehus.uevora.pt/

Le Patrimoine de la Culture Immatériel et le rôle des Autorités locale dans le cadre du projet Medins

A 23 de Março de 2007 teve lugar em Rabat (Marrocos) um seminário público sobre o Património Cultural Imaterial dedicado ao tema “Le Patrimoine de la Culture Immatériel et le rôle des Autorités locale dans le cadre du projet Medins”. A organização do evento esteve a cargo do COPPEM em cooperação com a região siciliana e o município de Rabat.

Le Patrimoine de la Culture Immatériel et le rôle des Autorités locale dans le cadre du projet Medins: Programa

El Patrimonio Cultural Inmaterial: Definición y Sistemas de Catalogación

El Patrimonio Cultural Inmaterial: Definición y Sistemas de Catalogación
Na imagem vê-se (da esq. para a dir.) Alessandro Pernice, Inmaculada García Simo e Olindo Terrana
Museo de la Universidad de Murcia
©Alessandro Pernice, Fev. 2007

O primeiro seminário transnacional realizado no âmbito do projecto MEDINS realizou-se em Murcia (Espanha) nos dias 15 e 16 de Fevereiro de 2007, uma vez que o projecto inclui nas suas actividades a realização de seminários que permitam a discussão pública de temas relacionados com o Património Imaterial. O tema escolhido para este seminário foi sobre o conceito de Património Cultural Imaterial e os seus sistemas de catalogação.

Este seminário foi organizado pelo Servicio de Patrimonio Histórico de la Dirección General de Cultura Consejería de Educación y Cultura – Región de Murcia.

El Patrimonio Cultural Inmaterial: Definición y Sistemas de Catalogación: Programa

Obs: As actas deste seminário serão em breve publicadas.

Bem-vindo ao blogue MEDINS!

Na sequência do trabalho desenvolvido no âmbito do projecto MEDINS foi criado este espaço de divulgação. Pretende-se dar a conhecer as actividades do projecto em torno do Património Cultural Imaterial, nomeadamente investigação, seminários, etc.

Este é um espaço de partilha, como tal convidamo-lo a participar…


Património Cultural Imaterial:

“as práticas, representações, expressões, conhecimentos e aptidões – bem como os instrumentos, objectos, artefactos e espaços culturais que lhes estão associados – que as comunidades, os grupos e, sendo o caso, os indivíduos reconheçam como fazendo parte integrante do seu património cultural. Esse património cultural imaterial, transmitido de geração em geração, é constantemente recriado pelas comunidades e grupos em função do seu meio, da sua interacção com a natureza e da sua história, incutindo-lhes um sentimento de identidade e de continuidade, contribuindo, desse modo, para a promoção do respeito pela diversidade cultural e pela criatividade humana.” UNESCO 2003

Flickr Photos