Arquivo de Fevereiro, 2009

Website da exposição sobre Património Imaterial

website-expo-medins

Para uma divulgação mais abrangente da exposição “Património Imaterial pelos Trilhos do Alentejo e do Mediterrâneo” foi criado um website com alguns dos conteúdos expositivos e informação sobre o projecto MEDINS. Para ficar a conhecer clique no seguinte endereço:
http://www.projectomedins.com/

Nota: Actualmente (2011) o site já não se encontra disponível.

EXPOSIÇÃO: Património Imaterial pelos Trilhos do Alentejo…

expo-trilhos

No passado 3 de Fevereiro de 2009 foi inaugurada na Universidade de Évora (Palácio Vimioso) a exposição “Património Imaterial pelos Trilhos do Alentejo e do Mediterrâneo”. Organizada no âmbito do projecto MEDINS, a exposição pretende chamar a atenção para este património tantas vezes negligenciado, contribuindo para a sua sensibilização e salvaguarda.

A exposição seguirá para a Vidigueira em itinerância.

Publicação: “Le Patrimoine Culturel Immatériel au Portugal…”

No âmbito do projecto MEDINS nasceu a ideia de iniciar um conjunto de publicações com o objectivo de dar a conhecer os trabalhos desenvolvidos. Intitulada “Património Cultural – Cadernos de Campo” (Patrimoine Culturel-Cahiers de Terrain), esta colecção irá dar conta de algumas reflexões, recolhas e interrogações, etc.

Os “Cadernos de Campo…” iniciam agora com três volumes. O primeiro volume apresenta uma reflexão global sobre as questões legislativas sobre o Património Cultural, em particular o Património Cultural Imaterial e analisa alguns documentos de enquadramento sobre o financiamento e valorização deste património para os próximos anos. O segundo volume integra as actas de um encontro que se realizou em 2007 no contexto do projecto MEDINS sobre algumas das questões mais actuais no que se refere a este património. Le Patrimoine Culturel Immatériel et le Role D’Instituitions Publiques dans L’Implementation D’Inventaires foi o mote deste encontro. Finalmente, a terceira publicação resulta de um dos objectivos do projecto MEDINS, a criação de uma base de dados simplificada que permitisse estruturar informação recolhida sobre Património Cultural Imaterial.

caderno 1

CARVALHO, Ana; BARATA, Filipe Themudo – Le Patrimoine Culturel Immatériel au Portugal: Questions d’aujourd’hui et défis de demain. [S.l.]: CIDEHUS, Junho 2008, Património Cultural – Cadernos de Campo (Patrimoine Culturel – Cahiers de Terrain), 1.

Caderno 2

CARVALHO, Ana; BARATA, Filipe Themudo, ed. – Le Patrimoine Culturel immatériel et le Role D’Institutions Publiques dans L’Implementation D’Inventaires: actes du Séminaire International, Université d’Évora, 22 Juin 2007. [S.l.]: CIDEHUS, Junho 2008, Património Cultural – Cadernos de Campo (Patrimoine Culturel – Cahiers de Terrain), 2.

Caderno 3

BARATA, Filipe Themudo; GONÇALVES, Gerardo Vidal, ed. – Patrimoine Immatériel: Base de Donnés et Organisation Sémantique, Mémoire descritive. [S.l.]: CIDEHUS, Junho 2008, Património Cultural – Cadernos de Campo (Patrimoine Culturel – Cahiers de Terrain), 3.


Património Cultural Imaterial:

“as práticas, representações, expressões, conhecimentos e aptidões – bem como os instrumentos, objectos, artefactos e espaços culturais que lhes estão associados – que as comunidades, os grupos e, sendo o caso, os indivíduos reconheçam como fazendo parte integrante do seu património cultural. Esse património cultural imaterial, transmitido de geração em geração, é constantemente recriado pelas comunidades e grupos em função do seu meio, da sua interacção com a natureza e da sua história, incutindo-lhes um sentimento de identidade e de continuidade, contribuindo, desse modo, para a promoção do respeito pela diversidade cultural e pela criatividade humana.” UNESCO 2003

Flickr Photos